DE TÉKNON A HUIOS

DE TÉKNON A HUIOS

Olá povo lindo de Jesus, a paz do Senhor.
Saudades de escrever para vocês, estive em dias corridos, mas aprendendo muito, com a graça do nosso Pai, que sempre nos orienta e nos ensina.

Hoje vamos falar um pouco sobre crescimento espiritual e desenvolvimento na fé por consequência de uma vida de obediência a Deus.

A palavra grega téknon significa "aquele que é filho pelo nascimento", ou seja, um filho pelo simples fato de nascer de alguém, de ter traços semelhantes fisicamente. Esse termo também é definido como "filhos imaturos ou bebês". Já a palavra huios é usada para remeter aos filhos maduros.

Perceba o que diz João e em seguida Romanos:

"a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos (teknon) de Deus; a saber: aos que crêem no seu nome." - 1:12

"Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus esses são filhos (huios) de Deus." - 8:14

Então temos aí dois tipos de filhos, os imaturos (criancinhas, sem grandes responsabilidades) e os maduros (filho adulto, herdeiro das coisas do Pai). Mas o que faz um ser diferente do outro? A questão é de obedecer e você só obedece aquilo que você respeita, que você confia, que você conhece muito bem. Não basta somente nascer de alguém, mas é preciso adquirir os hábitos e o caráter da pessoa por qual somos criados (gerados).

Por isso a Palavra de Deus vai dizer:

Então conheçamos, e prossigamos em conhecer ao Senhor; - Oséias 6:3

Ou seja, não basta conhecermos apenas, devemos PROSSEGUIR em conhecê-lo. Isso é uma jornada, um investimento diário. Por que vemos tantas pessoas querendo mandar e cobrar coisas de Deus, fazendo birras? Porque não entendem que precisam se submeter à vontade do Pai, tendo amadurecimento para entender que Ele tem caminhos melhores que os nossos.
Deus quer que cheguemos a estatura de varão (homem/mulher) perfeito. Isso não quer dizer que deixaremos de ser dependentes dEle, muito pelo contrário, é se tornar tão dependente que descansa Nele quando por nossas forças não conseguimos mais dominar alguma situação.

Esse perfeito que digo não é no sentido de "sem defeito algum", mas naqueles que buscam todos os dias e se permitem serem aperfeiçoados pelo Espírito Santo de Deus. Como Paulo vai dizer lá em Filipenses:

Não que já a tenha alcançado, ou que seja perfeito; mas prossigo para alcançar aquilo para o que fui também preso por Cristo Jesus. - 3:12

Quando somos téknon, tendemos a voltar aos velhos rudimentos (como Hebreus vai dizer), e não convém que assim seja.

"Por isso, deixando os rudimentos da doutrina de Cristo, prossigamos até à perfeição, não lançando de novo o fundamento do arrependimento de obras mortas e de fé em Deus..." - 6:1

Não podemos JAMAIS ficar satisfeitos com o que já sabemos, aprendemos e obtemos em Deus, nos acomodando em nossa sabedoria. Devemos todos os dias avançar em conhecer esse Pai, em sermos pessoas melhores, em cuidarmos de outras pessoas, para que então, atingindo o nível de filhos adultos, criarmos filhos espirituais. Ou seja, dando diretrizes, orientando, aconselhando, admoestando outros.
Como iremos cuidar e ensinar os "pequeninos" se não aplicamos o que já sabemos em nossa própria vida? Por isso vemos tantas denominações praticando obras mortas, porque são imaturas na fé.
Mas Deus Pai quer que cresçamos, que aprendamos a obedecê-lo e desenvolvamos o Seu caráter em nós.

Vamos para um exemplo:
Imagine uma criança aprendendo a andar. O Pai fica de lado só observando, não intervém porque sabe que ela precisa ter coragem e ir adiante, talvez ele fique ali motivando, encorajando, mas Ele deixa ela ir enfrente. É certo que a criança pode cair mesmo depois de ter aprendido a caminhar e até correr, mas certamente o bom Pai estará ali ao lado dela para estender as mãos e ajudá-la a levantar novamente.

Assim Deus faz com a gente. Muitas vezes Ele nos deixa fazer as coisas sozinhos, fica em silêncio, nos observando para vermos se vamos ter coragem, se iremos conseguir e fazer o que Ele nos ensinou. Quando conseguimos, Ele sorri, nos abraça e fica ali dizendo "isso meu filho, eu sabia que você conseguiria". E quando de repente fraquejamos e caímos no chão Ele vem suavemente, nos pega no colo e diz: "calma filho, eu to aqui, você vai conseguir, não desanima!". Tudo porque o Pai sabe que a criança precisa desenvolver, precisa crescer, que isso faz parte da vida.

Estamos sendo filhos téknon ou huios?
Somos filhos imaturos ou maduros?
Estamos nos submetendo a vontade de Deus ou teimamos com Ele e fazemos nossas birras?
Estamos buscando verdadeiramente ter o caráter do Pai?
Estamos nos tornando "pais espirituais" para outras pessoas ou ainda somos muito preocupados com nós mesmos e não temos capacidade para "criar outros filhos"?

Espero que possamos refletir nesta mensagem, não nos conformando com o que já temos e sabemos de Deus, mas prosseguindo todos os dias para o alvo e fazendo discípulos de Cristo.
Amém?

Com grande amor.