A LIBERDADE EM DIVERGÊNCIA A LIBERTINAGEM E AO EXTREMISMO

A LIBERDADE EM DIVERGÊNCIA A LIBERTINAGEM E AO EXTREMISMO

Olá povo lindo de Jesus! A paz.

Vamos conversar hoje um pouco sobre Liberdade, Libertinagem e Extremismo, analisando os nossos dias e o entendimento errôneo de muitos, quero esclarecer através do Espírito Santo, à luz da Palavra, o que é a verdadeira liberdade que Cristo nos ofereceu em divergência à libertinagem e ao extremismo.

Foi para a liberdade que Cristo nos libertou. Portanto, permaneçam firmes e não se deixem submeter novamente a um jugo de escravidão.  - Gálatas 5:1
Portanto, se o Filho os libertar, vocês de fato serão livres.  - João 8:36

Muitos entendem estes versículos de forma errada, muitas vezes da forma que lhes convém, utilizando-os para o seu bel prazer. Estes estão querendo pregar que agora sendo livres, podemos fazer tudo o que queremos, pois Cristo já pagou o preço. Queridos, isso é completamente falso, pois é uma meia verdade e meias verdades não são verdades!
Para fazermos muitas coisas, precisamos estar aptos para aquilo. Por exemplo, se formos comer com pecadores, precisamos ter a convicção de que estamos ali para ser luz, para fazer a diferença. Ou seja, é completamente necessário ter amadurecimento espiritual para se envolver em situações como estas, pois de outra forma, pode levar a pessoa que quer evangelizar a se desviar ou a pecar.

Nada é errado quando o propósito é certo.
O que nos move? O que nos leva a fazer o que fazemos? A falar o que falamos?

Vou dar um exemplo, o de Jesus (nosso perfeito modelo):
E aconteceu que, estando ele em casa sentado à mesa, chegaram muitos publicanos e pecadores, e sentaram-se juntamente com Jesus e seus discípulos.
E os fariseus, vendo isto, disseram aos seus discípulos: Por que come o vosso Mestre com os publicanos e pecadores? Jesus, porém, ouvindo, disse-lhes: Não necessitam de médico os sãos, mas, sim, os doentes. Ide, porém, e aprendei o que significa: Misericórdia quero, e não sacrifício. Porque eu não vim a chamar os justos, mas os pecadores, ao arrependimento.

Mateus 9:10-13

Devemos entender bem o que aconteceu ali.
Jesus estava sentado com seus discípulos em casa numa mesa, chegaram pecadores e se sentaram com eles. Só que ali, Jesus era quem Ele é (pleno, tinha convicção do propósito, sabia o que estava fazendo e tinha/tem o desejo de salvar a todos, lembrando que esta é a vontade de Deus - 1 Tim 2:4).
Perceba: Vim para chamar os pecadores ao arrependimento.

Sabemos que não há um justo sequer na terra e que todos foram destituídos da glória de Deus (Rom 3:10), logo Jesus veio para chamar TODOS ao arrependimento. Porém há aqueles que se consideram justos (podemos perceber que a soberba dos fariseus o cegavam, fazendo achar que eram justos - corações endurecidos - mente cauterizada pelo pecado).

Numa outra situação encontramos uma mulher pecadora lavando os pés de Jesus com lágrimas, ungindo-os e beijando-os. Jesus estava na casa do fariseu quando isso aconteceu. Agora note:
Quando isto viu o fariseu que o tinha convidado, falava consigo, dizendo: Se este fora profeta, bem saberia quem e qual é a mulher que lhe tocou, pois é uma pecadora. - Lucas 7:39

Conseguem perceber o grau de soberba que os fariseus tinham? Se consideravam justos, melhores que os demais, viam os outros como pecadores, como se eles não pecassem também.

Vamos listar agora os tipos de erros dos fariseus:
1) Seguiam tradições
"Em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos de homens" - Mateus 15:9
Devemos cuidar muito com isso, porque os fariseus se perdiam em tantas restrições, tais que não estavam na Palavra de Deus, eram "leis de homens" e não do Senhor.

2) Buscavam honra
E, quando orares, não sejas como os hipócritas; pois se comprazem em orar em pé nas sinagogas, e às esquinas das ruas, para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão. - Mat 6:5
Ou seja, faziam as coisas para serem notados, vistos como pessoas espirituais. Quem faz isso engana a si mesmo. Não devemos buscar impressionar homens, mas servir ao Senhor em humildade.

3) Amor ao Dinheiro
E os fariseus, que eram avarentos, ouviam todas estas coisas, e zombavam dele. - Lucas:16:14

4) Hipocrisia
Assim também vós exteriormente pareceis justos aos homens, mas interiormente estais cheios de hipocrisia e de iniqüidade. - Mat: 23:28
Cuidavam com a aparência, mas deixavam sentimentos de ódio, inveja e orgulho florescerem por dentro.

5) Cegos
Condutores cegos! que coais um mosquito e engulis um camelo. Lucas 16:14
Tanto o mosquito, quanto o camelo, nas leis judaicas eram animais impuros. Então aqui Jesus está mostrando que eles evitavam engolir mosquito, mas engoliam camelo. Ou seja, se preocupavam minuciosamente com coisas pequenas, mas com coisas grandes não, como a ganância, orgulho, soberba, desonestidade...

---------

Achei importante explicar um pouco sobre o comportamento dos fariseus para que vocês amados irmãos não acreditem nessa deturpação do evangelho que muitos tem pregado onde "tudo pode" e onde "não se pode nada (extremismos)". Há uma linha tênue entre liberdade, libertinagem e extremismos.
Vamos falar um pouco agora sobre cada uma delas.

LIBERDADE:
Mas agora que vocês foram libertados do pecado e se tornaram escravos de Deus o fruto que colhem leva à santidade, e o seu fim é a vida eterna.  - Romanos 6:22
Disse Jesus aos judeus que haviam crido nele: "Se vocês permanecerem firmes na minha palavra, verdadeiramente serão meus discípulos. E conhecerão a verdade, e a verdade os libertará".  - João 8:31-32

A liberdade é quando Jesus através de Sua morte na cruz, levou os nossos pecados e nos deu LIVRE acesso ao Pai. Agora temos nossos pecados remidos pelo sangue de Jesus e podemos nos chegar até Ele (pois o pecado fazia separação entre o homem e Deus).
Esta é a liberdade que a Palavra declara. Agora somos livres da morte, livres da promessa do pecado (o salário do pecado é a morte). E não livres para fazer tudo o que quisermos (pecar). Jesus nos chama para a vida em santidade. "Sede santos, porque Eu sou Santo". Nele somos livres! Glória a Deus!

LIBERTINAGEM:
Aqui seria usar de modo errado a Liberdade que Cristo nos deu para dar lugar a carne (aos desejos desta), fazendo com que se omita os preceitos do Senhor de buscar santidade e pureza como templos do Espírito Santo.
Quem vive no modo libertino normalmente prega que "ser feliz é o que importa, que devemos "amar" a todos (não corrigindo/admoestando a pessoa mesmo que necessário) ou então que não se deve julgar o próximo, desprezando assim as orientações da Palavra de Deus e Suas exortações.
Irmãos, vocês foram chamados para a liberdade. Mas não usem a liberdade para dar ocasião à vontade da carne; ao contrário, sirvam uns aos outros mediante o amor.  - Gálatas 5:13

EXTREMISMOS:
Seria como adotar as práticas dos escribas e fariseus.
Fariseu cego! limpa primeiro o interior do copo e do prato, para que também o exterior fique limpo. - Lucas 16:14
Ou seja, o interior é transformado para refletir no exterior e não o contrário. É a preocupação demasiada com coisas vãs e deixar de lado as principais (a verdadeira conversão, o amor, a compaixão, a misericórdia, a fé...)

----------

Uma pessoa regenerada, transformada genuinamente com certeza dará bons frutos, pois está ligada na videira verdadeira que é Jesus. Isto é, se alguém está Nele, nova criatura é, as velhas coisas já passaram e tudo se fez novo. Não se vive mais como outrora (velha criatura).
Agora quero que paremos e analisemos em que modelo de cristãos estamos nos encaixando, estamos usando a Liberdade de Cristo para sermos mais parecidos com Ele ou para dar vazão à libertinagem? Ou estamos seguindo doutrinas tão extremas que até nós mesmos nos perdemos (coando mosquitos e engolindo camelos)?

Darei a vocês um coração novo e porei um espírito novo em vocês; tirarei de vocês o coração de pedra e, em troca, darei um coração de carne.  - Ezequiel 36:26

Então meus amados que busquemos ao Senhor com humildade de coração, fazendo tudo para Ele com amor, não buscando impressionar homens em nossas ações, nem com hipocrisia, nem soberba e nem ganância.
Busquemos servir ao Pai e sermos irrepreensíveis para toda boa obra, amando uns aos outros e nos arrependendo sempre perante o Senhor de nossas imundícies, com súplicas e ações de graças.
O Senhor é bom. O Senhor te ama. O Senhor nos perdoa. O Senhor nos corrige e nos alinha, porque é o maior interessado em nossas vidas. ALELUIA!

Que sejamos livres no Senhor de todo pecado, do embaraço e do engano. 
Que vivamos como novas criaturas, agradando ao nosso Senhor como sacrifícios vivos.
Em nome de Jesus Cristo. Amém.


O Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre ti, e tenha misericórdia de ti;
O Senhor sobre ti levante o seu rosto e te dê a paz.
 - Números 6:25,26


Com grande amor.
Pâmela Würz.